domingo, 24 de janeiro de 2016

O PAPEL DA SEXUALIDADE NA SAÚDE
       
SEXUALIDADE MAL CONDUZIDA GERA DOENÇAS

Quando em desequilíbrio: descarrega energias, enlouquece, aprisiona, exacerba o egoísmo e o orgulho; nessas condições não ocorre troca, usa - se ou possui-se, vende-se ou troca-se, o que gera débitos a serem corrigidos futuramente.

Somos capazes de desviar e viciar instintos que levaram milhões de anos em desenvolvimento.

Teimamos também em viciar a fisiologia, pois comemos sem ter fome (instinto de sobrevivência).
Matamos por esporte ou lazer.
Usamos a energia sexual por puro prazer (instinto de perpetuação da espécie) chegando às raias do egoísmo desajustado: somos os únicos que tem relação sexual sozinhos. E os que pagam para fazer sexo; e, se prostituem.

Um recurso tão poderoso na mão de crianças em evolução; sem dúvida poderia tornar-se um brinquedo perigoso. Daí, o uso das energias sexuais, tornou-se um foco de desequilíbrios, cujo conjunto causa - efeito flui e reflui vida após vida, nas tendências inatas para adoecer; e, é um dos principais veículos detonadores de violências, traições, assassinatos, suicídios; o que gera débitos que atravessarão séculos ou milênios até o inexorável resgate ou reparação.

Uma das matérias mais difíceis da evolução humana; quem a dominar, segue...
O mau uso do sexo como veículo de promoção social, comercial, artística e cultural, com graves e imprevisíveis conseqüências para o desenvolvimento pessoal e coletivo, é bem antigo e, as maiores vítimas do consumismo sexual são as crianças e os jovens. Aí estão nos noticiários do cotidiano, as ocorrências dos prazeres sexuais, dos amores descontrolados, traições, vinganças, morte.

Nessa condição egoísta de sexualidade, um dos parceiros sequestra a vitalidade emocional do outro ou ambos se exploram reciprocamente, caindo em exaustão. No entanto estamos sempre insatisfeitos, e século após século a ilusão do prazer sexual pelo simples prazer, nos traz inúmeros sofrimentos; pois sem o amor que lhe dá harmonia, ele é como um sonho e; quem faz uso do sexo dessa forma, sempre acorda dele insatisfeito; é preciso cautela, pois confundimos cobiçar o corpo, a companhia, as sensações, com o verdadeiro amor; o sexo é o caminho, não o fim...


No campo da evolução pessoal: o desequilíbrio do centro de força genésico é devastador; pois afeta a maioria dos outros chakras, causando lesões e disfunções no corpo físico; e deixando terreno propício para doenças sexualmente transmissíveis.

Os desequilíbrios não corrigidos no devido tempo, são impressos no perispírito, reaparecendo no próximo corpo físico, como malformações, esterilidade...; além de tendências para problemas mentais e emocionais: alterações de conduta, viciações, impulsos, taras, desequilíbrio sentimental, pobreza de sentimentos, aversão ao sexo, emoções primárias exacerbadas e dominantes ou perversão dos instintos; e permanece vida após vida até que o equilíbrio seja alcançado através do esforço ativo, muito lentamente pois a mente em desalinho e repleta de clichês sensuais impossibilita manter o pensamento em ordem.


Namastê.

Nenhum comentário:

Postar um comentário